“Multi-touch” Todo Seu

maio 5, 2008

Cubit

Faça você mesmo seu próprio display Multi-touch, já que isso deixou de ser privilégio de alguns apenas como Apple, com o novo iPhone, e Microsoft, com seu Surface.

MS SurfaceAgora com parcos resursos já é possível chegar lá. É só adquirir kits de software e hardware para montar uma mesa multi-touch toda personalizada. Claro, isso é possível por causa de um conceito mais amplo de código aberto, não se compartilha apenas software, informação sobre hardware também. Continue lendo »

Anúncios

Transarte

maio 2, 2008

Óxido de zincoFotografia além do comum. É bom relaxar um pouco apreciando beleza cromática em nanoescala através de imagens cativantes.

Pode ser uma questão de conceito ou ótica, mas o dia-a-dia pode ser visto de forma diferente daquela que parece, através da arte. Principalmente quando recursos avançados nos surpreendem por meio de partículas microscópicas digitalizadas. Continue lendo »


Imagens 2D em 3D

janeiro 29, 2008

Conversão de fotos em imagens 3d a partir do Flickr, por exemplo.

Pesquisadores da Standford University, Ashutosh Saxena, Min Sun e Andrew Y. Ng, desenvolveram um programa algoritmo chamado Make3D que permite converter imagens bidimensionais em tridimensionais de forma simples através da importação de fotos locais ou já disponíveis online. Claro que o Google Earth (versão atual) dá um show em 3d, mas estamos falando aqui em converter fotografia em animação tridimensional pelo próprio usuário. Continue lendo »


Sinn für das Mögliche

janeiro 19, 2008

Kunst und Gesellschaft

Kunst kann keine fertigen Lebensmodelle oder konkreten Antworten liefern, aber sie kann Fragen stellen. Kunst befördert den Erkenntnisprozess, wenn sie die Routinen unserer Wahrnehmung erschüttert, unsere Ordnung der Dinge verflüssigt, was wir für Wirklichkeit halten, auf den Kopf stellt. Continue lendo »


Percepção Inovadora

janeiro 14, 2008

Teórica ou pragmática?

É possível mudar… O pensamento é livre.

Não obstante o mundo de cada um de nós tenha seu próprio jeito de ser, próprio à individualidade, mal nos damos conta da possibilidade de ver tudo que nos rodeia sob outras óticas, no plural mesmo, nunca dantes imaginadas.

As nossas percepções normalmente não transcendem filtros aleatórios de tentativas de interceptação de pontos de observação de meios insólitos por causa de conceitos individualizados e rotulados já tidos como aceitáveis para cada experiência vivida, ou consolidação de pontos de vista previamente definidos no âmbito padrão. Isso tem seu lado bom pelo referencial que se tem de cada objeto em estudo como também pode atrapalhar princípios de mudança de raciocínio para situações ou decisões que poderiam ter outro desfecho caso esses estereótipos enigmáticos não existissem. Continue lendo »