Quanto Mais Celular, Mais Câncer

Risco à saúde confirmado pela ciência. Porém, não jogue fora seu celular, basta saber usar.

vivavozveicularautomotivo.jpgTem certas coisas na vida que vão logo encaixando no hábito diário e não tem jeito, cada um tem sua própria maneira de usar. Celular é um desses itens básicos do dia-a-dia que quando mal usado pode causar grande risco à saúde, às vezes de forma irreversível.

Que é uma necessidade diária ninguém nega, mas o que ele oculta nem sempre vem à tona. Dra. Siegal Sadetzki, juntamente com seus colegas da Universidade de Tel Aviv, concluiu que o mal uso intenso e prolongado de aparelho celular está sujeito a provocar altos riscos de contração de tumores nas glândulas salivares.

Esse estudo abrangeu quase 500 israelenses que desenvolveram tumores benignos e malignos usando telefone celular intensamente. Os casos estudados indicaram estreita ligação com o uso inadequado de celular comprovando sua alta periculosidade. A probabilidade de incidência de câncer nas parótidas aumenta cerca de 50% em indivíduos mal acostumados com celulares em relação àqueles que mantêm distância razoável dos aparelhos, ou o mais afastado possível do corpo durante as ligações. O grupo com hábitos saudáveis estudado foi de 1.300 pessoas e a abordagem do estudo levou em conta a freqüência de chamadas, a duração de cada uma em média e postura do aparelho em uso. O risco aumenta em áreas rurais devido ao aumento de radiação da radiofreqüência (UHF) para superar distâncias maiores entre as poucas antenas de transmissão nessas regiões.

chic-saudavel.jpgAfinal, o que é certo e o que é errado em termos de uso do celular? O perigo está no efeito radioativo de forma intensa e freqüente. Melhor mantê-lo distante da face ou ouvido o máximo possível. É aí que vale muito o recurso de viva-voz porque permite manter certa distância do corpo através da regulagem do volume sonoro adequado à distância. Claro que em certas ocasiões não convém deixar que outras pessoas saibam o que se fala, ou pode chamar muito a atenção dos presentes em determinado recinto, daí não tem outra, entra em ação o cuidado de aproximar um pouco da orelha tocando-a levemente e deixando o aparelho um pouco afastado ou, digamos, em diagonal em relação à linha facial. Nunca colar o celular à face ou, como se diz, enfiado lá dentro até derreter o orelhão (hipérbole!). Também aceitável o acessório chamado fone de ouvido, só que o volume tem que ser bem ajustado para não ferir os tímpanos, ou seja, o mínimo necessário. Dentro de automóveis é possível utilizar os auto-falantes do carro deixando as mãos totalmente livres à direção. Há no mercado também kit viva-voz veicular combinando o útil ao agradável e é bastante recomendado. Aparelhos com “flipper” levam vantagem sobre os outros pois permitem afastamento da face e ao mesmo tempo aproximação do microfone à boca.

E os namoradinhos que gostam de “trocar umas idéias” pelo celular antes de dormir até altas horas da noite…hum…nossa! Isso pode atrapalhar o sono e causar dores de cabeça, cujos casos amorosos mal resolvidos poderiam ser os culpados, mas não nos resultados de estudos coordenados por especialistas americanos, indianos e israelenses. Mais uma vez a radiação surge como causa diretamente relacionada, sem falar nos efeitos colaterais com o passar do tempo.

Talvez tudo isso pareça meio exagerado, mas a verdade é que quando alguém fala por longo tempo ao celular bem colado à face, ao final, sente um calor intenso e um certo desconforto auditivo. Isso é grave. Sinais negativos colaterais aparecem após anos de mal uso intenso e freqüente e aí pode não ter mais jeito. Será que você ainda tem esse péssimo hábito? Cuidado!

medonho-mas-correto.jpg

Atenção especial tem que ser dispensada às crianças que desde cedo tornam-se familiarizadas com essa facilidade de comunicação. Os pais têm que dar exemplo de postura correta. Se suas mentes normalmente significam um campo fértil para aprendizagem, então é hora de acostumá-las bem nesse sentido. Já que o risco é eminente e até iminente, observe a faixa etária antes de liberar o primeiro aparelho.                                                ERRADO!ERRADO

O título acima tem duas conotações: uma tem tudo a ver com a freqüência de uso do celular de forma incorreta; outra pelo aumento do número de aparelhos que vem se verificando a cada ano no Brasil, ou em todo o mundo. O País chegou ao final de 2007 com cerca de 121 milhões de aparelhos e tudo indica que a tendência é aumentar com mais rapidez devido a facilidades de aquisição ou pelo apelo mercadológico por parte de todas as operadoras. Se todo mundo tivesse cuidado de usar direito claro que isso não seria motivo de preocupação, mas se a tendência ao mal uso continua e aumenta conforme a densidade operacional, certamente a saúde pública terá pela frente sérias ameaças. Claro que diante de tal realidade, um título com esse fim não tem que ter nada de eufemismo.

É bom lembrar que tumores tanto malignos quanto benignos desenvolvem-se durante anos em latência, então podemos afirmar que o pior ainda não foi detectado. Estudos a esse respeito são raros e ainda prematuros por causa do tempo de estudo necessário para obter conclusões científicas formalizadas. Portanto, recomenda-se o uso correto de qualquer tipo de celular, melhor se for com viva-voz e flipper. Assim, as glândulas parótidas, os tímpanos, os nervos auditivos e óticos vão agradecer muito à sua conduta.

Por essas e outras, há muita falta de esclarecimento por parte dos fabricantes, ou a verdade é escondida intencionalmente para não assustar ninguém. Como é difícil provar que uma coisa tem ligação com a outra depois de anos, preferem omitir informação em prol dos lucros crescentes aferidos a cada ano pelo setor. Isso é um caso sério de saúde pública e os órgãos fiscalizadores têm que exigir orientação correta do uso de celular em propagandas, em todos os tipos de mídia. Em cada propaganda uma dica bem notória. Que tal esta: Celular é radioativo, cuidado!

Petrosky

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: